Google+ Followers

terça-feira, 17 de agosto de 2010

VISOR MÁGICO DE PINHOLE


VISOR PINHOLE COM CONTROLE DE ENQUADRAMENTO ZOOM
Partindo da idéia da câmera Pinhole, podemos construir um aparato muito
interessante. Trata-se de uma câmara escura com um visor interno
que nos permite encontrar o foco ideal e alterar a imagem projetada
em seu enquadramento, como uma tele objetiva zoom.
Este tipo de câmara não é feita para se fotografar; sua finalidade é a
de nos possibilitar uma visão da imagem produzida lá dentro. É um
visor inteligente e divertido que pode ser usado, por exemplo, para
vermos um eclipse solar; em brincadeiras que desenvolvem a
coordenação e a percepção visual. É uma excelente atividade para
ser desenvolvida em escolas, onde os alunos terão a oportunidade
de entender a origem da fotografia e sobre este fenômeno ótico que
há séculos vem encantando o homem.



CONSTRUÇÃO DO VISOR


1 - Conforme a ilustração começamos com o papel cartão que deve
ser cortado segundo as medidas, dobrado e colado em forma de
uma caixa. Neste formato devemos fazer duas caixas, sendo uma
ligeiramente menor que a outra (elas trabalharão por encaixe, como
uma gaveta). Esta por sua vez seguirá o mesmo esquema de
construção da outra, tendo apenas como diferença a tampa de
fundo que deve ser feita com o papel vegetal e ser um pouco mais
comprida. Procure manter uma diferença mais ou menos precisa
entre as duas caixas, possibilitando um encaixe sem folgas.
2 - Depois de prontas as caixas, pegamos a primeira, que é a externa
e nela faremos o furinho (semelhante ao esquema da pinhole) no
centro da tampa. Faça um pequeno furo centralizado na tampa
de fundo da primeira caixa.
3 - A seguir, encaixamos a menor (com tampa de fundo em papel
vegetal) dentro da maior, como uma gaveta.

4 - Verificamos o movimento de vai e vem do sistema de encaixe
(que tem a função do zoom, afastando e aproximando a imagem).
Não devemos deixar folgas entre as caixas para assim evitarmos a
entrada de luz.
5 - Neste ponto já podemos testá-lo. Basta procuramos um lugar
com uma cena bem iluminada pelo sol. Pelo visor deveremos
enxergar a imagem invertida projetada sob o papel vegetal. A
imagem às vezes demora um pouco até que possamos vê-la com
clareza. O nosso olho precisa de um tempo para se acostumar na
escuridão. Aos poucos a imagem vai chegando e já podemos vê-la.
Movimentando a parte externa do visor iremos perceber a aproximação ou
o distanciamento da cena como numa câmera com objetiva zoom.

Uma outra opção, ainda mais fácil, é a construção da câmara na forma tubular.

* Como opção, para melhor entendermos o funcionamento deste
aparelho e também como é a formação da imagem latente numa
câmera fotográfica, podemos substituir o pequeno furo por uma
lente bi-convexa. Isto nos dará uma imagem bem mais clara sem
precisarmos de muito esforço para vê-la. Contudo, o nosso visor
deixará de ser um zoom, se transformando num visor de foco.
Material necessário para a construção da câmara:
- Papel cartão preto (tipo Color Set)
- Papel vegetal ou poliéster
- Cola
- Tesoura
- *Lente bi-convexa (opcional)

Jorge Aguiar
Dezembro de 1997

Nenhum comentário: